Site exclusivo para residentes no Brasil
Nutrição e Exercícios

Alimentos podem combater inflamação

A inflamação é uma resposta natural do organismo contra determinadas doenças ou ferimentos e tende a desaparecer depois que o problema que a provocou é solucionado. Algumas vezes, porém, ela se torna uma condição crônica e, nesse caso, passa a ser prejudicial porque deixa o corpo vulnerável a outras doenças. Para quem tem diabetes, os processos inflamatórios são ainda mais preocupantes, porque costumam alterar a glicemia.
A boa notícia é que é possível reduzir a inflamação com algumas mudanças no estilo de vida, ensina a nutricionista Rute Mercúrio, especializada em nutrição funcional. É claro que, em primeiro lugar, deve-se consultar o médico quando ocorre uma inflamação, mas tomar alguns cuidados simples pode acelerar o processo de cura.
A dieta do mundo moderno é responsável muitas vezes por aumentar os processos inflamatórios. Alimentos industrializados e refinados, além dos famosos fast food, costumam ter alto valor calórico. Eles tendem ainda a ser pobres em nutrientes e ricos em sódio, gorduras e, muitas vezes, açúcar. Comer em excesso esse tipo de alimento coloca o corpo num estado de estresse e sua resposta pode ser desencadear um processo inflamatório.
Além de evitar consumir esse tipo de alimento em exagero, quem quer reduzir uma inflamação pode enriquecer seu cardápio com outros que têm força para combater inflamações. Rute dá algumas dicas:
1. Retirar o açúcar refinado, mel, leite e derivados, carboidratos refinados e brancos.
2. Colocar uma colher de café rasa de canela em pó em todos os líquidos preparados quentes, frutas e sucos.
3. Preferir os sucos de romã, açaí, uva e cramberry.
4. Colocar uma colher de café de curcuma (açafrão) sobre o prato feito quente ou no suco de fruta.
5. Temperar a salada com azeite extra-virgem, limão ou vinagre de maçã e sal marinho.
6. Retirar todas as farinhas brancas refinadas, leite e derivados, temperos industrializados, cremes, maionese, bolachas recheadas, refrigerantes.
7. Evitar frituras.
8. Não esquentar alimentos embalados em plástico; usar papel manteiga no lugar do alumínio, usar panela inox e garrafas de vidro para beber água.
9. Beber pelo menos 2,5 litros de água por dia, incluindo chás e sucos.
Rute lembra que essas são orientações gerais, que podem variar para cada pessoa. "Cada um tem respostas diferenciadas a uma inflamação e, portanto, alguns alimentos podem ter efeito mais positivo em uma pessoa que em outra", adverte a nutricionista, acrescentando que somente a partir de exames clínicos e laboratoriais é possível determinar com exatidão quais as melhores opções para o indivíduo.

Deixe o seu comentário

StarBem Mais - Um programa Sanofi.
Av. Major Sylvio de Magalhães Padilha, 5.200 - Ed. Atlanta, Morumbi - São Paulo, SP
CEP: 05693-000 / SAC: 0800-7030014 - Segunda a Sexta das 09:00h as 17:00h
Copyright © - sanofi-aventis Farmacêutica Ltda. Todos os direitos reservados.
Última atualização: 15/03/2016
Site exclusivo para residentes no Brasil.
Nosso conteúdo serve para seu conhecimento e informação.
Em caso de dúvida, procure sempre um médico para orientá-la
quanto ao melhor tratamento e conduta.
Copyright © 2001 - 2016. Todos os direitos reservados.